Sign In

Xingó terá vazão de 2.500 m³/s

Sistema Chesf Publicado em 05/10/2021

A Companhia Hidro Elétrica do São Franciso (Chesf) dá continuidade ao processo de comunicação da operação nos reservatórios do São Francisco e informa que a vazão máxima média mensal de Xingó será de 2.500 m³/s, nos meses de outubro e novembro, atendendo à solicitação do Operador Nacional do Sistema (ONS). Em se tratando do reservatório de Sobradinho, a vazão defluente média diária foi elevada, no último dia 30 de setembro, de 1.300 para 1.600 m³/s, permanecendo assim até nova avaliação.

 

A Chesf salienta que a vazão de Xingó poderá ser elevada até o valor médio diário de 2.900 m3/s, respeitando os limites de mínimo médio diário (800 m3/s) e máximo médio mensal (2.500 m3/s), para atendimento às necessidades do Sistema Interligado Nacional (SIN), conforme processo de otimização energética que envolve diversas regiões do País.

 

Ao longo desses dois meses, Sobradinho, por sua vez, poderá ter a vazão média elevada até 2.500 m³/s, de acordo com as necessidades supracitadas, e ainda para atender a manutenção do reservatório de Itaparica em no mínimo 30% de sua capacidade.

 

A Chesf reforça que é fundamental a não ocupação das áreas ribeirinhas situadas na calha principal do rio, visto que, em condições emergenciais, como em caso de atendimento ao SIN, as usinas de Sobradinho e Xingó podem turbinar vazões da ordem de 4.200 e 3.000 m³/s, respectivamente, com consequente aumento do nível do Rio São Francisco.

 

O Diretor de Operação da Empresa, João Henrique Franklin, destaca a "importância da operação que decorre da dificuldade nos níveis dos reservatórios de outras regiões, notadamente do Sudeste, que tem exigido a exportação de energia do Nordeste".